O que são as 'Ordens do Amor na Família?'

June 19, 2017

 

 Após analisar milhares de vezes as repetições que ocorrem nos grupos familiares (e documentá-las em DVD), Bert Hellinger descobriu “as ordens do amor na família”. Essa descoberta só foi possível por meio do método das Constelações Familiares,  que permite uma nova “visão interior” da própria família ou do grupo social, tanto em seus problemas quanto em seus potenciais ocultos, gerando assim novas soluções.

 

As ordens do amor na família

Segundo ele, há três ordens em ação nos grupos familiares que perpassam as gerações, exigem a coesão do grupo, a sua sobrevivência e, quando são ignoradas, ou não acontecem, causam distúrbios, conflitos e dores em escala individual e coletiva. São elas:

1. Pertinência: todos tem o direito de pertencer e de ter um lugar na família;

2. Hierarquia: os mais antigos têm precedência sobre os mais jovens;

3. Equilíbrio entre o dar e o receber.

 

Pertinência

Cada membro da família tem o seu direito à pertinência, não importa o que fez ou faça de “condenável”, “pecaminoso”, “reprovável” ou “errado”. Isso não significa que as infrações cometidas devam ficar impunes ou isentas de restrições (inclusive legais), mas sim que ele continua com o mesmo direito de pertencer àquela família. Quando alguém é excluído, cria-se um efeito adverso, e os comportamentos reprováveis reaparecem em alguns membros das gerações seguintes (filhos, netos, bisnetos)... ou como um problema entre irmãos ou casais.
 

Hierarquia
Uma das leis que tem perpassado as gerações é a de que os mais antigos vêm primeiro e têm precedência sobre os mais jovens, que vêm depois. Em outras palavras, que os pais são os grandes e os filhos são os pequenos, pois o tempo é o fator que estabelece a ordem no sistema familiar. Assim, em primeiro lugar, vêm o pai e a mãe. Em segundo, o relacionamento entre o pai e a mãe. Em terceiro, o filho mais velho. Em seguida, o segundo filho... e assim por diante. Quando essa ordem é rompida, cria-se um sério conflito na família.


Segundo essa lei, o equilíbrio entre o dar e o receber deve existir entre o casal, e entre os pais e os seus filhos, sendo a ordem natural do mais antigo para o mais jovem. Desse modo, quando os pais dão a vida e os filhos a recebem com gratidão, ou os pais dão amor e os filhos o aceitam em seu coração, o equilíbrio está estabelecido. Isso acontece, pois aquilo que é transmitido, através das gerações, é que os filhos precisam dos pais, mas os pais não precisam dos seus filhos. Quando essa ordem é invertida os problemas começam a surgir.Equilíbrio entre o dar e o receber.

 

(Pintura: Children of the Sea, Jozef Israëls, 1872 - Rijksmuseum)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Início > Artigos > Texto

Arquivo
Please reload

Publicações recentes

July 21, 2017

Please reload

Assuntos
Please reload

Redes sociais
  • Facebook de Vilma Maria Santos
  • Twitter de Vilma Maria Santos

Receba as atualizações de conteúdo

  • Vilma Maria Santos
  • Vilma Maria Santos
  • Vilma Maria Santos
  • Vilma Maria Santos
  • Vilma Maria Santos